= Namib = General Considerations

1 ) povo muito simpático, humilde, tanto homens como mulheres existindo uma mega diversidade de feições diferentes pois eles têm povos de diferentes origens como os San, hetero, Hama(?) Entre outros. Um povo muito bonito as feições são delicadas ao jeito da forma de ser deles próprios.
2 ) during the day time cities can be very crowded specially during week days but with the sun going down the city’s cities became desert a very spooky thing.
3 ) this was the most odd thing I encountered so fare, the Namibian banks delivered in the ATM without any distinction Namibian dollars or South African rand, and in whatever commercial establishment you went you could pay with both currencies.
4) roads in Namibia- here you can finds kilometers and kilometres of tart road without any curve, you can drive for miles and miles without any need to move the wheel more than one small degree. 
5) has it was explained to me buying a house in Namibia is very expensive so most of the people can not afford it, instead they opt to live (well they don’t other option) in what is call ” townships”, which basically is, a place where it has been build over the years small houses with cheap constructions materials, they also give it a personal touch coloring the houses etc, for me it is a kind a mixture between “favela” and country/farm cottages. 
6) the People of this country had to really fight hard to get there country back from the German and then from the south african Apartheid, the herero people where slaughter, more than half off this people died, and just recent in 2010/2011 did the German made a formal excuse for what they did. But the fight the people of Namibia what to have to recuperate there country shows also the ability this people had to organize them self and to fight for what was right, men and woman fight side by side in the resistance, the SWAPO.

My last day here was on the 21 of march which is also the independence day of Namibia, this country began on the year 1999 so it is really a quite young country.
7 you don’t see garbage left in the streets or in the roads, everywhere here is more clean that in Portugal! 

A guy told me that the government has programs for educating people that are seen on the TV, and that at school that is also teached.
8 they drive likes the English (in the left part out of the road) and they drive pretty well. Also in many parts of the country it is against the law to drive at night, a very powerful way of avoiding the killing of “game”- meaning: wild animals.
9 this can’t be a easy country to life, is to hot most of the country, there scarcely water, and , has I said, the people is really nice. It is funny how a tuff(?) Place like this makes people more cooperate with which other. 
10 concerning health – this is not a good place to get sick, has hospital or other medical facilities are mostly found in the cities and the country is huge. Fortunately, until now, no problems, the food I’ve been eaten didn’t make me sick, they consume a lot of meat, they consider game meat quite a treat. So I’ve been eaten some meat, which…. causes… Fewer pooh pooh activities… 🙂 

Sobre a terra de Namib 

== Missa em Windhoek ==
Até Os padres se modernizam, traz a bíblia aberta dentro de uma capa protetora onde também está um tablet!

Ok…. Não percebo um caralho… Acho que falam em alemão…acho, embora tivesse ficado com a ideia que isto fosse em Dutch (holandês)

Mas é giro o padre interage com os praticantes pergunta-lhes coisas. E diz para cantarem mais.

Um mega Plus é que a missa é com música de órgão de igreja.

Tinha me esquecido das inúmeras vezes que me tenho que levantar e depois sentar numa missa….
Preciso de um café…. Estou a cabecear, pois…. Ainda não tomei nenhum café hoje, esqueci-me desse pormenor e uma missa mesmo quando a entendo é aborrecida e em alemão não melhora, parece que estou dentro de um filme sobre a 2° guerra mundial, por que raio quase sempre que ouço alemães a falar soa-me sempre tão autoritário.
Pormenor curioso nesta missa… Depois do pedido de donativos (dei uma nota de 20 rands que nem chega à dois euros ) o padre recebe as cestas dos donativos e vira se para o altar e… Consagra o dinheiro? Será isso? O que faz foi parecido à consagração das hóstias e do vinho (aka corpo e sangue de Cristo) nas cerimónias católicas.
Está a acabar, estão nos avisos 🙂 felizmente dura o habitual uma hora.
Ainda não… Também tomam hóstias só não vi o padre a consagra-las, aqui também é diferente todos os que tomam hóstias vão para o pé do altar e fazem uma mega roda e a todos é dado a provar o cálice do vinho… Granda noja… E o padre não limpa o cálice de cada bebidela… Também seria um nojo mesmo que ele limpasse… O líquido tocaria nos lábios de muito e um depois é que o bebe…. Mas é bonito dão todos às mãos numa mega roda. E repetem a roda até que todos tiveram a oportunidade de provar do vinho e hóstias. Claro que eu fiquei bem sentadinha dedicada ao meu relato.
Um dos crentes deve ter sangue português…. Ao em vez de beber o vinho depois da hóstia, molhou a hóstia no vinho, uma espécie de mini mini sopa de cavalo cansado 🙂
== O meu primeiro cagaço ===

O iPhone bloqueio, não respondia a nada e só lhe aparecia uma imagem da máquina fotográfica preste a tirar uma foto que nunca conseguiria tirar. Primeiro pensamento devia de ter um segundo iPhone de reserva, segundo pensamento apetecia me fumar um cigarro, terceiro pensamento e o único realmente útil, estou na Namíbia está um sol do caralho o telemóvel está sobreaquecido, operação de socorro em curso, “one grape juice” numa latinha toda bonita “And a glass with ice” … Resposta “no ice”…. $@&# raios “ok” retira se a capa do iPhone, deita se a lata põe se o iPhone sobre um tecidozinho que por sua vez fica sobre a lata de sumo de ubas espera-se e espera-se e lá 

Começa a reagir….. Aleluia.

Lição a reter… não trazer o telemóvel junto ao corpo pois assim aquece mais.

=== Primeira perda ===

Parece me que fiz a primeira perda das presentes férias… Não era para ter trazido mas trouxe um cord-recoil para os cabos e parece me que o perdi…. Choremos a sua perda….. Chuif chuif…. Pronto… Já está…..

Meditação em voo

já não meditava assim há um bom tempo, nada com uma boa dose de turbulência para me voltar para dentro e abstrair-me de mim mesma, do mundo e só sentir a respiração e o toque da ponta dos polegares e do peso de uma mão sobre a outra e, do nada, sinto-me como estando a guiar o avião, embora esteja sentada nos fundos desta carruagem com asas levito para o lugar do comandante e metafisicamente, energeticamente estou-lhe a transmitir a minha visão e vejo o avião como um mega falcão e os olhos do falcão são o cockpit dos pilotos. Alquimia 

Pará do Brasil

Pará do Brasil
carrega na cabeça do barqueiro para ver as fotos, no Flickr, do Pará

De 15 dias apenas por um estado do Brasil, o Pará, fiquei bastante mais esclarecido do que É o Brasil (ou pelos menos uma pequena parte do Brasil). Uma coisa é certa não é um territorio onde pupulam por todo lado bandido e safados. Pelo contrário esta é a terra, dos paises que eu já visitei, mais cheia de pessoas de boa indole, dispostas a ajudar o próximo de um modo bem altruista. Também é certo que pelo facto de ser portuguesa isso contribuiu, e muito, para que me entendessem e me pudessem ajudar.
Por isso tudo (e passando ao lado de que é preciso ter cuidado na forma como se anda pelas ruas, ou seja sendo discreta e não ostentando grandes riquezas, vestir simples e com adornos simples) o Brasil é um terra de grandes oportunidades para conhecer vida selvagem, a natureza abunda por todo o lado, enontrar colibris a esvoaçar pela cidade de Belem que é uma cidade com 1 432 844 de habitantes, segundo o wikipedia, foi uma surpreendente surpresa.

Aqui também existem uma miriade de frutos que me eram totalmente desconhecidos e de que vou ter boas saudades, com eles os brasileiros fazem sumos que chama de ¨sucos¨, o babaçu, taperaba, buruti, acerola, carambola, cupuaçu para alem daqueles que eu já conhecia maracuja, abacaxi, laranja, etc…. Mar para mim o rei de todos estes sucos que na realidade é mais um creme é o açai, que é meio amargo e meio doce e super nutritivo e que a mim me parece excelente para repor o equilibrio interno quando alguma coisa pode estar a perturbar o sistema digestivo.

Aqui sente-se realmente o que é viver em comunhão com a natureza. Não vi nenhuma onça (jaguar) nem capivara ou tatu, os mamiferos em geral são timidos e estes que eu refiro são todos mais nocturnos. Mas vem-se para olhos atentos macacos bem no topo da copa de arvores do tamanho de predios de 7 andares e sente-se que muitos mais andam por ali…. O que se vê por o todo o lado são as 500 especies de passaros diferentes, os guará (ibis vermelhos) que mais parecem lenços vermelhos a esvoaçar ao vento, os passaros ¨não me esqueças¨ que recordam aos papa-figos, os urubus (tipo abutres que andam por todas as cidades e limpam tudo o que é materia organica em decomposição) os gaviões, falções e mais uma porrada de outras especies.
De insectos nem se fala…. a formiga é a rainha dos insectos existem n especies que são usadas para diferentes fins, existe uma que é usada como repelente de insecto matam umas quantas com as mãos e esfregam as mãos e as emanam um cliquido ou resina que se assemelha a plantas tipo eucalipto ou citrino. Com uma outra especie fazem uma iguaria comestivel e vem-se em alguns locais pessoas ao pé das estradas com garrafinhas de plastico na mão apanhando-as das suas tocas.

Bom e do rio amazonas e de seus afluentes existem muitos peixes que são apanhados e que se vendem, como no mercado Ver-o-peso, dois nomes retive o tucunare e pirarucu  🙂 Felizmente parece-me que ainda abundam os golfinhos, os mais pequenos cinzentos chamados de tucuxi e os cor de rosa com nariz comprido os boto. Eu no entanto tenho a ideia que com a activação da barragem que estão a construir de monte belo, com prvisão de conlusão em 2016, com o decorrer do tempo a vida fluvial (plactôn, peixes e por fim os botos/golfinhos e outros mamiferos de rio como as lontras e os repteis jacares etc) vão ser seriamente afectados.

A opinião que recebi foi de que a energia electrica do estado do Para é da mais cara do Brasil e a barragem ira permitir baixar o valor da electricidade, cada vez que me comentaram isto a minha resposta foi sempre a mesma que a floresta da Amazonia é unica no mundo e os recursos que lá estão encerrados são em medio e longo prazo muito mais valiosos economicamente que toda a energia elctrica que alguma vez possa vir a ser produzida e não apenas pelo que a floresta encerra em si mesma mas pelo que a popúlação que vive com ela a milhares de anos sabe os indigenas.

Mesmo assim, a parte desta ideia completamente imbeciloide da barragem parece-me que no Brasil se tem lutado muito e conseguido tambem bastante em prol do povo indigena. É uma luta e não um direito adquirido, o que é errado. Eu penso sempre que o contrario é que devia ocorrer, deveriam eles ser estimados por terem resistido ¨fora da rede¨ todos estes séculos.

 

Bialowieza Forest

O bisonte europeu que aqui vive, que agora são cerca de 4300 exemplares, foi quase extinto no início do século XX, em 1920 e tal com as invasões dos alemães estes mataram a quase totalidade dos bisontes que viviam na floresta, foi com recurso a espécimes mantidos em Zoo que foi possível reproduzir e devolver o maior mamífero europeu para esta floresta.

 

~

sobre a floresta de Bialowieza

Na reserva  florestal existem terrenos florestais de dois tipos. Na reserva virgem a chamada floresta restrita, o Homem não interfere em nada, existem vedações nas zonas de fácil acesso por terra e dos demais lados a reserva tem barreiras naturais, um rio e a fronteira com a Rússia. Esta zona unicamente é visitável na companhia de um guia e é consideravelmente uma zona mais húmida e com menos cerca de dois graus do que a floresta circundante. O ar a atmosfera é diferente. É sem dúvida um sítio especial com quase nenhuma interferência humana algo quase impensável dado às árvores enormes lá estão.
Depois temos o demais espaço florestal, a floresta não restrita na qual, se continuar avante o plano do ministro do interior da Polónia, serão cortadas as árvores que forem detectadas infestadas com uma certa espécie de escaravelho (que não me lembro como se chama) No entanto esta decisão de cortar estas árvores é considerada contra producente pela comunidade científica. segundo estes as árvores são adagas pelo escaravelho quando estão mais deveria nomeadamente em períodos de seca prolongado, mas o ataque pode ser debelado quase as árvores ficam mais saudáveis nomeadamente aos um período de chuva abundante, pelo que o corte das árvores não evita a propagação do escaravelho, e pode ter consequências no tecido florestal… enfraquecer a floresta. concordo, há também quem defenda que as árvores numa floresta, ou num mato cerrado, etc, desenvolvem relações
2
de entreajuda pelo que o corte de árvores vivas ainda que doente pode agravar o estado das árvores circundantes…. a comunicação entre árvores ao que tudo aponta é feira por sinais químicos, um exemplo parecido será portar que as raízes são o equivalente das dendrites e sinapses e um cérebro. Matando uma árvore estamos a impedir uma parte de mapa de comunicação.
Bom, ainda que a decisão de cortar árvores doentes tenha uma má decisão o propósito de fundo parece ser genuinamente em prol de Ajudar a floresta, e porque digo isto? Todas as árvores que são cortadas são deixadas no solo onde são cortadas, ninguém as vende, possivelmente existe uma lei sobre este tema…. ainda não descobri isto. O que é certo é que existem torros enormes , troncos inteiros ou cortados aos bocados nos locais onde foram cortadas árvores. A primeira reacção ao ver isto foi de tristeza, ter ali a minha frente um tronco a aprodecer parecia me uma cena triste. Mas depois mudei de opinião e cada um dos troncos espalhados pelo chão fazia me sorrir, eu explico porquê.
os troncos deixados a apodrecer no chão são receptaculos passivos de água, e acabam por acumular grandes quantidades de água que em períodos de sarça começam a largar, para o terreno circundante e fazendo assim que as árvores que permanecem vivas mas com sede recebam água, com o decurso dos anos, a madeira da árvore cortada transformasse numa espécie de esponja, fazendo este trabalho de manter o solo húmido ainda mais eficientemente e,

3
prevenindo o começo de incêndios, o fogo não queima madeira alagada. Os troncos deixados a aprodecer cumprem ainda outra muito importante função são o supermercado dos fungos, dado que estes alimentam-se de matéria orgânica em decomposição e por sua vez um bom solo está cheio de fungos.

Os segredos da morcela lilás… 

No interior desta inocente morcela, vegetariana de cor lilás, encontram-se em ameno convívio quase metade do vestuário que levo para esta nova viagem. 

No seu interior está:

Umas calças 

Três tee-shirts

Uns calções 

4 pares de meias

4 cuecas 

E

Umas leggins.

Parece me uma excelente invenção (da minha autoria) para conseguir trazer alguma roupa sem andar a entrar em parafuso por ter receio de ter a mala de cabine demasiado grande.

Malásia – Generalidades

A diferença de temperatura entre estar na rua e num autocarro é de tal maneira grande que na rua ando de ter shirt e calções e o autocarro visto sheat shirt casaco polar…. Polar de tecido polar é isso mesmo e cubro as pernas!

= Gestos =

Um gesto que me apercebi que é típico dos Malaios. Por regra não existem contactos fisicos entre pessoas do mesmo ou de sexos diferentes. Curiosamente quando é necessário (ou melhor “imprescindivel”) que ocorra algum tipo de contacto fisico como por exemplo ao entregar algo em mão como um documento,ou o troco por uma determinada compra, numa qualquer loja, os malaios fazem tal contacto de uma forma muito especifica esticam o braço direito com a mão contendo o que vão entregar sendo que o braço esquerdo fica dobrado e a mão esquerda é colocada ao pé do cotovelo do braço direito. Apercebe-me deste gesto por diversas vezes a ser feito por Malaios quando me tinham que entregar qualquer coisa em mão.

= Condições gerais de vida =

Taxa de desemprego baixa, uma qualidade de vida razoável, possivelmente superior ao do português médio, criminalidade baixa existindo ainda alguns crimes de cariz sexual e existindo pouco roubos, quanto ao trafico de droga aí tem sérios problemas  sendo disso reflexo o facto de existir a  pena de morte (por enforcamento) para este tipo de crime, e ao ano ocorre cerca de 5 enforcamentos, não muito tendo em conta o numero de crimes desta area, pois para haver enforcamento a prova tem que ser claro e inequivoca.